O Android 11 o novo sistema operacional do Google, já disponibilizado para smartphones Google Pixel e Xiaomi Mi 10 e Mi 10 Pro. Publicado de forma oficial no começo do mês, o novo update traz recursos bastante aguardados. Como a gravação nativa de tela sem o uso de aplicativos de terceiros e novas personalizações do modo noturno no smartphone. No entanto, alguns recursos, que são novidades no Android, são conhecidos por utilizadores de iPhone (iOS) e iPad já há alguns anos.

WiFi não conecta: confira dicas para resolver o problema!

Por isso, fizemos um comparativo entre os softwares do Google e da Apple. Ou seja, com o objetivo nas coisas parecidas do novo update do Android 11 com outras versões do iOS. Confira, na lista abaixo, seis funções do Android 11 que foram baseados em edições anteriores do sistema operacional da Apple.

1. Personalizar menu de compartilhamento

6 funções lançadas pelo sistema que já existiam no iOS
Android 11: 6 funções lançadas pelo sistema que já existiam no iOS – Foto: Reprodução/TechTudo

A Android 11 trouxe a alternativa de personalizar o menu de compartilhamento, tornando possível fixar no topo da aba até quatro dos aplicativos mais usados para encaminhar documentos e links. O recurso já está disponível no Android 10. No entanto, foi modificada com o update. Além disso, opção similar é conhecida por utilizadores do iPhone desde o iOS 13.

No sistema da Apple, para personalizar os ícones de aplicativos que são exibidos no menu de compartilhamento, basta compartilhar um documento e, entre as alternativas de aplicativos disponíveis no menu, achar a opção “Mais” para editar a seção e ficar outros apps. O processo é mais fácil no Android 11: basta selecionar e segurar o aplicativo para que a alternativa de fixá-lo seja exibida. Aplicativos com mais de um recurso tornam possível decidir qual opção acrescentar no menu. O Twitter, por exemplo, dá a alternativa de fixar o atalho para o tweet ou para mensagem direta.

A principal distinção está nas “Ações” que o iPhone oferta. No menu do iOS, também há a possibilidade de decidir e alternar ações como “Adicionar à Lista de Leitura” ou “Adicionar aos Favoritos”, por exemplo – alternativas estas que não estão incluídas no menu de compartilhamento do Android 11.

2. Gravador de tela

Android 11: 6 funções lançadas pelo sistema que já existiam no iOS
Android 11: 6 funções lançadas pelo sistema que já existiam no iOS – Foto: Reprodução/TechTudo

A gravação de tela de maneira nativa e sem o uso de aplicativos extras é uma conhecida antiga dos utilizadores do iPhone. A função chegou com o update do iOS 11. No entanto, só agora o Google disponibilizou o recurso para os utilizadores do Android. A gravação da tela, no entanto, já tinha sido liberada em modelos do sistema do Google de outras desenvolvedoras, como no EMUI 9.1 da Huawei e MIUI da Xiaomi.

Com Android 11, a função de gravação de tela irá chegar a todas as versões de smartphone que são compatíveis com o update do sistema operacional. O recurso irá poder ser acessado por meio do menu de notificações, ao deslizar a tela para baixo, e também torna possível a gravação de áudio externo ou do som do próprio celular, além de ofertar a alternativa de exibir os toques na tela. Além disso, no iPhone, a função também trabalha de forma parecida e poder ser encontrada na Central de Notificações do smartphone.

3. Configurar hora para ativar o modo noturno

O Android 11 também adicionou uma novidade ao tornar possível alterar o tema do smartphone com o modo escuro de forma automática, conforme o nascer ou pôr do sol, ou horários específicos do dia. O recurso, no entanto, liberado para utilizadores do iPhone desde o update do iOS 13, que torna possível, além disso, escolher fundos de tela interativos que também alteram conforme o modo selecionado.

No update do Android desse ano, a função deverá ser acessada ao tocar e pressionar a alternativa “Modo Noturno” no painel de configurações do sistema operacional. Em seguida, você deve clicar em cima de uma das alternativas, que são “Nenhum”, “Ativar do pôr do sol ao nascer do sol” ou “Ativar em horário personalizado”. A função pode ser interessante para quem quer usar o modo somente à noite para diminuir a claridade da tela.

4. Menu de controle de mídia

Android 11: 6 funções lançadas pelo sistema que já existiam no iOS
Android 11: 6 funções lançadas pelo sistema que já existiam no iOS – Foto: Reprodução/TechTudo

O menu de controle de mídia também foi alterado no Android 11. Além dos controles já incluídos de reprodução de mídia (pause, play e avançar), o sistema operacional do Google adicionou um recurso para mudar entre os dispositivos conectados ao smartphone, tornando possível decidir a saída de áudio do aparelho. O mesmo recurso está liberado na Central de Controle do iPhone desde o iOS 10. No entanto, o Android 11 está avançado com a alternativa de alterar o aplicativo que reproduz a mídia.

Se o Spotify e o Deezer estão abertos, por exemplo, o novo Android torna possível deslizar a tela para acessar os recursos em casa um dos aplicativos, sendo a principal distinção entre as funções dos sistemas operacionais concorrentes. De forma geral, o recurso trabalha de forma similar e traz praticidade na hora de alterar a saída de áudio selecionada, que pode ser os fones de ouvido ou o som do próprio celular, por exemplo.

5. Permissões únicas

Android 11: 6 funções lançadas pelo sistema que já existiam no iOS
Android 11: 6 funções lançadas pelo sistema que já existiam no iOS – Foto: Reprodução/TechTudo

As permissões únicas de aplicativos asseguram maior privacidade aos utilizadores, já que retira as autorizações permitidas por apps assim que o aplicativos passa a funcionar em segundo plano ou quando é fechado. A função chegou ao iPhone com o update do iOS 13, e é um alternativa no momento de ceder a localização do utilizador ou utilizar o Bluetooth.

No Android 11, as permissões autorizadas somente uma vez também se expandem a utilização da câmera e do microfone do smartphone. Dessa forma, toda vez que um aplicativo for usar alguma dessas funções do smartphone ele deverá pedir permissão mais uma vez.

6. Nearby Share vs AirDrop

O Nearby Share também é uma nova função do Android bastante parecida com o AirDrop, liberado pela Apple no iOS 8. A opção, bastante conhecida pelos utilizadores do iPhone, torna possível compartilhar documentos de forma veloz com outros aparelhos Apple ao redor. A função usa Wi-Fi ou Bluetooth para compartilhar conteúdos com imagens ou links da web.

O recurso chega para os utilizadores do sistema operacional do Google com o Android 11 e tem, no geral, o mesmo trabalho do AirDrop. Com o Nearby Share também haverá a possibilidade de ficar “invisível” ou disponível para todos os seus contatos, além de poder encaminhar e receber documentos de Chromebooks. O recurso promete ser mais veloz e oferecer maior praticidade ao encaminhar de arquivos, além de trabalhar mesmo quando o utilizador estiver offline.

O que você achou dos novos recursos do Android 11 que já estavam no iOS? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar no botão “Canal do Telegram” no topo direito da página.