Ninguém de boa fé jamais chamará Bleach de um anime ou mangá ruim. Dessa forma, a extensa saga de Tite Kubo é inegavelmente uma das séries mais lidas na longa história de Shonen Jump. O mangá vendeu mais de 120 milhões de  tank?bon (volumes de capítulos de mangá coletados) em todo o mundo. No entanto, ele recebeu muitas críticas desde seu lançamento, culminando em muitas pessoas o descartando como puramente horrível e sem mérito.

Veja também os melhores jogos de Anime!

Embora aqueles que rotulam Bleach como a pior série de todos os tempos estejam sendo hiperbólicos, suas críticas têm mérito. É claro que Bleach tem muitos problemas. Mas, ao criticar Bleach, muitos frequentemente se esquecem de apontar todo o bem que Kubo fez ao elaborar o seu épico. Portanto, vamos digerir o legado complicado de Bleach nessa matéria. Confira:

Bleach: uma questão de foco

Anime Bleach: entenda um pouco mais sobre o anime/mangá! - Foto: Reprodução/CBR
Anime Bleach: entenda um pouco mais sobre o anime/mangá! – Foto: Reprodução/CBR

O núcleo da história de Bleach é incrível. Ele flui de um ponto de virada para outro lindamente. Quando quebrado, Bleach soa épico, com Ichigo tropeçando em um novo conflito após o outro, cada um construindo o outro. Ao revisitar  Bleach, é notável como os primeiros 60 episódios e 180 capítulos se comportam.  A trama continua restrita a Ichigo e seus amigos enquanto viajam para a Soul Society, aprendendo sobre a cultura enquanto enfrentam e superam novos desafios ao longo do caminho.

A narrativa funciona quando está focada. Infelizmente, Bleach perde esse foco logo após esse ponto, tanto no anime quanto no mangá. No anime, o arco da Soul Society é logo seguido pelo arco Bount, uma temporada de preenchimento que esvazia completamente a tensão da revelação anterior. No momento em que os Arrancars de Aizen aparecem para causar estragos, o público teria passado tanto tempo com os Bounts quanto no arco de recuperação de Rukia.

Antes disso, cada elemento da série era construído naturalmente em cima do anterior. Enquanto o arco Bount é um arco bom por si só, ele mata o ímpeto da mesma forma que os 100 episódios de filler fizeram em Naruto seguindo o arco de Recuperação de Sasuke.

“Elenco” de Bleach

Anime Bleach: entenda um pouco mais sobre o anime/mangá! – Foto: Reprodução/CBR

Enquanto a revelação de Aizen flui naturalmente para o “Arco Arrancar” em  Bleach, é neste momento que surgem outros problemas. O arco da Soul Society apresenta uma tonelada de novos personagens por um bom motivo: Ichigo e seus amigos tinham acabado de chegar em um mundo totalmente novo, então faz sentido apresentar um novo mundo de personagens. No entanto, quando estamos conhecendo esse novo conjunto de personagens, Kubo apresenta o “Arrancar” – mais uma vez, mais novos personagens que devemos conhecer e entender muito rapidamente. Enquanto alguns dos “Arrancar” (Grimmjow e Ulquiorra especialmente) são importantes para a trama e muito memoráveis, muitos outros atrapalham o foco da história, tirando a atenção do conflito central.

Muitos dos “Arrancar” acham que só contribuem para a trama dando a alguns dos outros personagens alguém para lutar. Isso fica ainda mais extremo quando os Vizards são apresentados, que, novamente, são mais um bando de personagens repentinamente lançados sobre nós; a multidão dos quais realmente nunca se desenvolve. Portanto, todos esses personagens são impossíveis de controlar, mesmo se você for um leitor ou visualizador dedicado.

Existem tantos personagens que Kubo tenta conciliar que, no final das contas, os personagens que você mais deseja ver podem estar faltando em volumes inteiros. Às vezes, parece que os personagens principais foram inteiramente esquecidos e que, quando voltamos a eles, o enredo avançou tanto que eles não têm mais lugar na história.

“Abandono” de personagens principais

Anime Bleach: entenda um pouco mais sobre o anime/mangá! - Foto: Reprodução/CBR
Anime Bleach: entenda um pouco mais sobre o anime/mangá! – Foto: Reprodução/LeiaJá

Veja o Grand Fisher, por exemplo. Este é o Hollow que matou a mãe de Ichigo. Ele está ausente em todo o arco da Soul Society. No momento em que ele retorna no arco “Arrancar”, ele está pronto para um forte retorno… apenas para ser morto em segundos, sem causar nenhum impacto real. Então pegue Chad, um dos principais grupos de Ichigo nos primeiros episódios que, em última análise, tem pouco impacto no enredo após o arco da Soul Society.

Finalmente, há o próprio Ichigo. Muitas pessoas argumentaram que heróis centrais como Ichigo não são interessantes em comparação com Luffy ou Goku. Este não é necessariamente o caso. Ichigo é um bom protagonista – o problema é que ele se sente perdido no elenco que lidera. O elenco principal de personagens pelos quais os fãs se apaixonaram nos primeiros capítulos e episódios de Bleach passam a se sentir cada vez menos importantes. Orihime, uma vez que fazia parte do elenco de personagens, e vibrante, se torna apenas mais um refém usado para motivar Ichigo mais tarde.

Nada em matéria de “branqueamento”

Anime Bleach: entenda um pouco mais sobre o anime/mangá! – Foto: Reprodução/CBR

Outro problema com Bleach é que muitas coisas parecem irrelevantes. Até o arco da Guerra dos Mil Anos, era uma piada que as pessoas simplesmente não gostavam em Bleach. Um personagem pode perder seus membros ou ser esfaqueado por todo o corpo, mas ainda assim estar bem. Isso resultou em apostas muito mais baixas, especialmente após o arco da Soul Society. Se ninguém morre, não há tensão em nenhuma das lutas.

Além disso, apenas as lutas com Ichigo realmente avançam na trama. Claro, as batalhas entre Uryu e Mayuri ou Kenpachi e Nnoitra podem ser espetaculares, mas a narrativa muda de alguma forma significativa como resultado? Podemos aprender alguns detalhes do personagem, e talvez detalhes sobre o mundo, mas a história de Bleach, quando considerada em suma, mudaria se essas lutas fossem removidas?

Isso fica pior quando você também percebe que a maioria das lutas de Bleach, especialmente conforme ela continua, são entre personagens que não conhecemos muito bem. Essas sequências parecem ainda mais inconsequentes, pois sabemos que os mocinhos provavelmente vão viver, e nem gostamos que as pessoas lutem tão bem. Então, quem se importa?  Também não ajudou o fato de Ichigo desenvolver novos poderes conforme a trama exigia, a fim de conquistar o conflito mais recente em seu caminho.  Apesar de ser um Soul Reaper por um curto período, ele é capaz de derrotar imediatamente os personagens mais fortes da série que ninguém mais consegue colocar em risco. Na quarta ou quinta vez que isso acontece, ele barateia todas as outras lutas ao redor.

Conclusão

Anime Bleach: entenda um pouco mais sobre o anime/mangá! - Foto: Reprodução/Jovem Nerd
Anime Bleach: entenda um pouco mais sobre o anime/mangá! – Foto: Reprodução/Jovem Nerd

Considere o seguinte: o Android e o Cell em Dragon Ball Z consistem em uma série de lutas. Cada luta aumenta o conflito e conduz a narrativa de uma forma muito direta e óbvia. Nenhuma das lutas parece perdida ou dura mais do que o planejado. Cada luta termina com um turno. Goku vs. Android 19? Goku está com uma doença cardíaca. Vegeta vs. Android 19? Vegeta é um Super Saiyan agora. Vegeta x Android 18? Os novos poderes de Vegeta revelam que ele ainda está fora de seu alcance. Cada luta significa algo. O mesmo pode ser dito sobre  Bleach?

Dito isso, o arco da Guerra dos Mil Anos evita esse problema, mas, a essa altura, muitas pessoas já haviam largado Bleach. Se a conclusão do arco Aizen não deixou os visualizadores frios, o arco Fullbringer o fez.

Bleach é inegavelmente um dos grandes. Novamente, os primeiros capítulos e episódios, mesmo anos depois, se mantêm muito bem. Mas, à medida que continuava, seus problemas se agravavam, com muitos personagens e o conflito principal se arrastando. Pense sobre isso: o arco da Soul Society termina no Capítulo 182 do mangá, enquanto o próximo arco principal termina no Capítulo 423. Um arco é acelerado com foco preciso e um elenco de núcleo limitado. Mas este último é inchado, inconsistente e cheio de rostos demais.

Em última análise, o problema é que as pessoas se lembram de Bleach mais pelos baixos do que pelos altos. Embora certamente não seja o pior que o gênero shonen tem a oferecer, seus aumentos e quedas dramáticos na qualidade tornaram muito fácil para os leitores e espectadores perderem o interesse, resultando em se tornar uma das joias mais fracas na coroa do Shonen Jump.

Perguntas Frequentes

O que os pais precisam saber sobre o Anime Bleach?

Os pais precisam saber que o protagonista de 15 anos desta série de anime madura não se dá bem com o pai. Na verdade, eles costumam se envolver em brigas. Embora seja um desenho animado, também faz parte da formação do Cartoon Network para adultos por uma razão – o tema fantasmagórico e as cenas de ação às vezes sangrentas podem ser perturbadoras para os espectadores mais jovens (ou particularmente sensíveis).

Qual é a história do Anime Bleach?

Tudo muda para Ichigo Kurosaki, de 15 anos quando recebe a visita de um Hollow, uma alma rancorosa que desce sobre a casa de Ichigo e ataca ele e sua família. Quando fica claro que o valente Ichigo não pode se defender do atacante, o Shinigami (Deus da Morte) Rukia Kuchiki vem em seu auxílio. Mas quando Rukia é atacada por Hollow também, ela é forçada a dar seus poderes a Ichigo. Armado com essas novas habilidades, Ichigo assume o papel de Soul Reaper e se encontra trabalhando para proteger os inocentes e ajudar as almas perdidas a encontrarem paz, interagindo regularmente com fantasmas e outros seres sobrenaturais.

O Anime Bleach é bom?

Os pais de crianças viciadas em desenhos devem provavelmente assistir a alguns episódios antes de dar luz verde a não adolescentes. Embora seja mais parecido com um desenho animado tradicional do que algumas das outras ofertas mais sombrias do Adult Swim, Bleach é claramente voltado para o público adulto, e algumas cenas e temas provavelmente farão as famílias hesitarem.

Por exemplo, Ichigo, cuja mãe faleceu, tem uma relação tensa com o pai e arranja brigas com ele – que resultam em agressões físicas. Enquanto nenhum sangue é derramado, é difícil assistir um adolescente e seu pai dando socos um no outro. E as duas irmãs mais novas de Ichigo, que são intensamente sarcásticas e cansadas, parecem ser deixadas por conta própria quando seu pai está ausente.

O Anime Bleach vai voltar?

Após oito anos desde que o último episódio inédito de Bleach foi ao ar, foi confirmado recentemente que o mangá deverá receber uma nova adaptação em 2021. O arco “Thousand-Year Blood War”, vai ser adaptado para um anime, com estreia prevista para 2021.

Além disso, vale lembrar que o último anime de Bleach foi a 16ª temporada da série, que foi ao ar entre outubro de 2011 e março de 2012. Os episódios adaptaram o arco “Lost Agent”, publicado originalmente em 2011 no Japão, mas o anime terminou antes que o arco final pudesse ser adaptado. De qualquer forma, agora os fãs poderão assistir à parte final da saga criada por Tite Kubo.

Gostou? O que achou? Está ansioso para ver o último arco da anime/mangá? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!