Command and Conquer Remastered Collection se trata de um jogo de estratégia em tempo real. Ele traz uma pitada de sensação de viagem no tempo com a nostalgia e uma adolescência dos anos 90. Isso porque, a Westwood, responsável pelo primeiro jogo do gênero, lançou-o por volta desses anos.

Alguns elementos foram solidificados com Dune 2, jogo que se tornou o pilar dos seus títulos que viram posteriores a ele. Command and Conquer foi inspirado em um filme de mesmo nome, de David Lynch (1984), sendo publicado no ano de 1993 para MS-DOS, além de ter sido o primeiro passo para crescimento do estúdio na área de games de estratégia em tempo real.

História do jogo

A franquia de jogos de Command and Conquer é de 1995. O jogo foi bem aclamado por críticos e jogadores, o que o tornou um grande sucesso – com mais ou menos 3 milhões de cópias vendidas nos dois anos de estreia. É claro que são números exuberantes que foram alcançados e não parou por aí: a franquia somou 30 milhões de cópias vendidas até o ano de 2009.

Por meados de 2010, foi publicado o Command and Conquer: Red Alert, com melhoras na jogabilidade, embora mantivesse o formato original do primeiro jogo. Se tratava de um tipo de prequel, dando a oportunidade dos gamers se aventurarem em um tempo alternativo de jogo, podendo ser comandados pelas forças soviéticas ou exércitos aliados.

Após 25 anos de franquia, a Petroglyph Games, que ainda está com os integrantes oficiais da Westwoot retoma os jogos para lança-los ao mundo com uma nova cara.

Sem dúvidas, para fazer uma boa review de Command and Conquer, é extremamente importante entender e dar importância para a história dos jogos originais na área de jogos de estratégia em tempo real. Isso porque é um lembrete de amor e nostalgia da Petroglyph Games para aqueles que gastaram muitas horas exterminando exércitos e tentando tomar conta de campos de batalha.

Análise do Command and Conquer Remastered

A sensação é muito parecida com a original, trazendo de volta com maestria os games dos anos 90. Os gráficos, por exemplo, podem ser alterados de maneira simples, apenas com o toque de uma tecla. Em qualquer momento do jogo é possível modernizar o aspecto pixelado dos anos 90, mas mesmo assim continuam bem antigos, apenas adaptados.

A jogabilidade pode ter continuado a mesma, mas foram acrescentadas melhoras na qualidade de vida e personalização. O jogo é bem fluído num geral – em algumas missões que possuem explosões seguidas, pode acontecer queda de fps.

Command and Conquer também teve novidades na qualidade de som. Apesar de ter muitos personagens gritando palavras de ordem, gritos de Willhelm nos seus momentos finais, ainda assim, dá pra ouvir a maravilhosa música de fundo. O áudio foi totalmente remasterizado, além de uma parte da trilha sonora ter sido regravada pelo compositor original.

Há também uma galeria. Além de se ter acesso a coleção de jogos e expansões, você ainda pode ver filmagens, fotos e músicas inéditas. É uma grande oportunidade para mergulhar de cabeça nos anos que os jogos ainda não tinham crescido tanto. A empresa tomou a decisão de permanecer com os vídeos originais.

As novas funcionalidades não param por aí: a Petroglyph Games também adicionou editores de mapas e lobbies online, além de um modo competitivo 1×1. Dessa forma, os próprios jogadores terão a liberdade de fazerem suas próprias mudanças no game.

O que você achou do Command and Conquer Remastered? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar no ícone azul da rede social ao lado!