Disney+ chegará ao Brasil: O mercado de serviços de streaming no Brasil deve receber mais um rival daqui três meses. A Disney comunicou que, a partir de novembro, disponibilizará o Disney+ para toda a América Latina e Caribe, no qual o território brasileiro está incluído. A nota completa o comunicado realizado pelo CEO Bob Chapek em chamada com investidores na última semana.

Streaming de jogos no iOS? Nem pensar, segundo a Apple

Em anúncio ontem (13), a Disney evidencia que, a partir de novembro, o serviço será o “destino exclusivo” para “filmes e séries de Disney, Pixar, Marvel, Star Wars e National Geographic”, além de diversas outras produções próprias desenvolvidas de forma exclusiva para a ferramenta. Como a série “The Mandalorian”.

Disney+ chegará ao Brasil com quais preços?

Não foi informado o valor do serviço. No entanto, a página do app no Google Play já exibe que o Disney+ tem valores estimados para o país. Ao procurar dados extras sobre o aplicativo, a Play Store já exibe que os valores estão entre R$ 29 e R$ 290.

O menor preço seria o caso da assinatura mensal, para aqueles que não querem uma assinatura a longo prazo. Enquanto isso, os 290 reais são para assinaturas de um ano, do qual o valor é menor para os que desejam uma assinatura longa, o que vale por volta de R$ 24 mensalmente.

Preços parecidos surgem quando tentamos criar um perfil no serviço nos EUA com informações brasileiras, como notou o site Guia Disney Plus Brasil. O app exibe os valores de R$ 29 e R$ 295 pelos pacotes mensais e anuais, respectivamente.

Os valores iram colocar o Disney+ com um valor menor que o da Netflix no país, o que pode ser um grande passo competitivo. No entanto, o Prime Video ainda seria a alternativa mais em conta, custando R$ 10 mensalmente ou R$ 89 por ano. Além disso, conta com algumas vantagens, o que inclui o frete gratuito em aquisições na Amazon.

O que você achou do Disney+ chegar ao Brasil em novembro? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar no botão “Canal do Telegram” no topo direito da página.