A internet é uma velha conhecida nossa. Antigamente, tínhamos o costume de nos conectar à web por meio de um modem dial-up (internet discada). Naquela época, demorava horas para baixar sua música favorita. No entanto, no mundo de hoje, as coisas ficaram bem mais rápida. Então, aí vem o Google Fiber, que é um serviço de Internet da Alphabet Inc.

Veja também o que é o Google Passwords!

Saiba mais sobre essa tecnologia! – Foto: Reprodução/ I Tech It Easy

Mas antes de falar sobre o Google Fiber, vamos voltar um pouco no tempo. Logo após o dial-up, a banda larga passou a existir, oferecendo a velocidade em Mbps e funcionando com modems DSL. Dessa forma, a velocidade passou a ser suficiente para transmitir em uma única tela com pequeno (quase nenhum) atraso durante a reprodução. Então veio a tecnologia de fibra óptica. Esta tecnologia abre novas fronteiras no mundo da Internet com velocidades de 1000 Mbps.

Por fim, chegamos ao Google Fiber que usa FTTP (tecnologia Fiber To The Premises). Esta tecnologia é ligeiramente diferente da tecnologia FTTH. De qualquer forma, ela oferece uma velocidade de 1 Gbit / s, portanto, você pode baixar um filme inteiro em questão de segundos. Então, podemos dizer que é uma internet incrivelmente rápida.

O que é Google Fiber?

Google Fiber: saiba mais sobre essa tecnologia! - Foto: Reprodução/ TB
Saiba mais sobre essa tecnologia! – Foto: Reprodução/ TB

O Google Fiber é um serviço de Internet de banda larga de alta velocidade que utiliza cabos de fibra óptica para fornecer velocidades de gigabit para residências e empresas. Os cabos de fibra óptica transmitem informações usando luz, permitindo velocidades muito mais rápidas do que o cabo tradicional, DSL ou conexões dial-up.

Além disso, o Google Fiber é oficialmente parte da divisão de acesso da Alphabet, que lida com os esforços de conectividade da empresa com a Internet, bem como telecomunicações, energia, robótica e muito mais.

Como funciona o Google Fiber?

Google Fiber: saiba mais sobre essa tecnologia! - Foto: Reprodução/ TT
Saiba mais sobre essa tecnologia! – Foto: Reprodução/ TT

Na atualidade, a maior parte da conectividade é feita por cabos de cobre, já que o uso de fibra óptica é limitado à conectividade de longa distância.

No entanto, o Google está tentando mudar isso fornecendo conectividade por meio de cabos de fibra óptica. Dessa forma, a empresa busca aumentar as velocidades.

O “caminho”

Os designs do Google Fiber variam de cidade para cidade. Basicamente, um anel de fibra ao redor da cidade alimenta uma “central de fibra”. Em seguida, da central, a fibra vai para diferentes direções na cidade e para os gabinetes de telecomunicações. A partir dos gabinetes de telecomunicações, as linhas são subdivididas em pacotes menores, fornecendo uma conexão para o usuário final.

Os cabos passam acima ou abaixo do solo. O cabo que passa acima do solo usa a infraestrutura existente, como postes. Os cabos abaixo do solo são feitos de tubos conduíte. Portanto, cada casa recebe fios individuais de fibra.

Além disso, a fibra que chega à sua casa é conectada ao ONT (Terminal de Rede Ótica). O ONT também possui uma fonte de alimentação externa com um LED de status e uma porta Ethernet.

O ONT converte sinais de luz em sinais elétricos e transmite esses sinais para a caixa de rede via cabos Ethernet. Vale lembrar que a caixa de rede nada mais é do que o roteador fornecido pelo Google.

Por que ele é importante?

Google Fiber: saiba mais sobre essa tecnologia! - Foto: Reprodução/ Business Insider
Saiba mais sobre essa tecnologia! – Foto: Reprodução/ Business Insider

Poucos provedores de Internet criaram tanto hype quanto o Google Fiber, e essa é uma das razões fundamentais pelas quais o Google Fiber é importante.  Conforme o Google Fiber começou a expandir suas operações em 2014, comunidades nos EUA começaram a ter conversas sobre o que seria necessário para fazer o Google Fiber chegar à sua cidade.

O Google Fiber impactou a indústria de outra forma muito importante. Em 2014, na época em que o Google Fiber estava se expandindo, o American Customer Satisfaction Index classificou os ISPs como tendo o índice de satisfação mais baixo de qualquer setor nos EUA, ainda mais baixo do que companhias aéreas e bancos.

Os sentimentos negativos dos clientes em relação aos provedores históricos combinados com a promessa do Google de perturbar o mercado de ISP acendeu um incêndio nos provedores, essencialmente forçando-os a fornecer velocidades mais rápidas nos mercados que o Google tinha como alvo.

Infelizmente, o Google Fiber ainda não chegou no Brasil para pressionar os nossos provedores a fornecer velocidades mais rápidas.

Quem ele afeta?

Google Fiber: saiba mais sobre essa tecnologia! - Foto: Reprodução/ PC Mag
Saiba mais sobre essa tecnologia! – Foto: Reprodução/ PC Mag

Para começar, o Google Fiber afeta qualquer usuário da Internet que se sinta decepcionado com as opções atuais de conectividade com a Internet. A promessa de velocidades mais rápidas entusiasmou os usuários em todo o mundo.

Além disso, o Google Fiber afeta os clientes empresariais também, abrindo novas possibilidades de inovação que poderiam ser alimentadas por velocidades de gigabit de internet. Hoje em dia, todo negócio é um negócio online e as conexões de alta velocidade podem ajudar a nivelar o campo de jogo para startups e pequenas empresas.

Falando em cidades, elas também serão afetadas pelo Google Fiber, de maneiras boas e ruins. Por um lado, a promessa do Google Fiber ou o aumento da velocidade da Internet devido à competição do mercado pode levar as empresas a se mudar para essas cidades ou a abrir locais nelas.

Por outro lado, o Google Fiber requer muita assistência dos governos locais em relação a regulamentos e decretos que podem ajudá-los a construir a infraestrutura e instalar a fibra. E, dependendo de como isso afeta outros fornecedores, isso pode criar alguns problemas.

As velocidades

Saiba mais sobre essa tecnologia! – Foto: Reprodução/ The Verge

O Google Fiber dá acesso a gigabit de internet. Portanto, você pode esperar uma velocidade de 1000 Mbps. No entanto, na realidade, a velocidade depende de muitos fatores. Você também precisará de hardware que suporte as velocidades. Digamos que você tenha uma conexão de 1000 Mbps, mas seu dispositivo suporte apenas 100 Mbps, então sua velocidade nunca ultrapassará 100 Mbps. Portanto, você precisa de um hardware compatível que suporte gigabit internet.

Além disso, em média, você obterá 600 – 700 Mbps de velocidade de download via Ethernet enquanto 200 Mbps em WiFi. Mas realmente depende do seu hardware existente. Esses números podem variar em vários fatores. Não há garantia de que você obterá exatamente a mesma velocidade que outra pessoa está obtendo.

Concluindo, o Google Fiber é um salto em frente na indústria de internet e banda larga. Isso também mudará a forma como consumimos dados e como vemos a internet.

Como posso aproveitar as vantagens do Google Fiber?

Saiba mais sobre essa tecnologia! – Foto: Reprodução/ MC

Para aproveitar as vantagens do Google Fiber como consumidor, você deve morar atualmente em uma cidade que tenha Google Fiber. O Google Fiber não está disponível em todos os bairros de uma determinada cidade que ocupa, então você deve verificar sua disponibilidade. Além disso, como já dito, ele nem chegou no Brasil. Para ver se o Google Fiber está disponível em sua área, vá para a página inicial do Google Fiber, clique no botão “Verificar elegibilidade” e digite seu endereço.

Se o Google Fiber não está atualmente em sua cidade, mas eles estão planejando lançar lá, a empresa normalmente planejará um evento de lançamento formal para anunciá-lo. Depois disso, o Google Fiber conduzirá inscrições por bairro durante uma determinada janela, então os usuários interessados ??precisarão seguir o Blog do Google Fiber e entrar em contato com o governo local para garantir que não percam a chance de se inscrever.

As pequenas empresas podem verificar sua disponibilidade acessando a página do Google Fiber para Pequenas Empresas e inserindo seu endereço aqui. Além disso, ele também oferece parceiros de tecnologia, pesquisáveis aqui, que podem ajudá-lo a configurar o Google Fiber para sua empresa.

A lista atual de cidades do Google Fiber disponíveis e cidades com potencial de expansão pode ser encontrada aqui. Por fim, as cidades atuais do Webpass estão listadas aqui.

Gostou?

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. Basta clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!