Google lança ferramenta que decodifica hieróglifos egípcios com IA: O Google anunciou hoje o lançamento de uma nova ferramenta de aprendizado de máquina. O recurso pode ajudar a decodificar hieróglifos egípcios em árabe e inglês. Além disso, a ferramenta, chamada Fabricius, fornecerá às pessoas em todo o mundo uma experiência interativa para aprender sobre hieróglifos. Facilita, inclusive, o trabalho dos egiptólogos e conscientizando sobre a história, a herança da antiga civilização egípcia.

Google Fi: saiba o que é e como funciona!

O Fabricius pode ser encontrado no aplicativo gratuito Google Arts & Culture, que torna a arte, o patrimônio e as maravilhas culturais de mais de 2000 instituições culturais de todo o mundo mais acessíveis. Além disso, todos podem experimentar esses tesouros por meio de tecnologias como Realidade virtual ou aumentada, imagens de alta resolução, Street View e muito mais.

Através do aprendizado de máquina, o Fabricius ajudará a acelerar o processo de agrupar, catalogar e entender os hieróglifos antigos. A seção “trabalho” da ferramenta atualmente permite a tradução de hieróglifos para o inglês, enquanto a tradução para o árabe estará disponível em breve. Também oferece uma oportunidade para as pessoas aprenderem, escreverem e compartilharem suas próprias mensagens usando hieróglifos. Além disso, os amantes da cultura também poderão navegar por uma página on-line dedicada no Google Arts & Culture, destacando a cultura faraônica, incluindo o rei Tutancâmon, as pirâmides de Gizé e o Livro dos Mortos.

Google lança ferramenta que decodifica hieróglifos egípcios com IA
Google lança ferramenta que decodifica hieróglifos egípcios com IA – Foto: Ameinfo

Google lança ferramenta que decodifica hieróglifos egípcios com IA

“Estamos muito empolgados por lançar esta nova ferramenta que pode facilitar o acesso e aprender sobre a rica cultura do Egito Antigo. Por mais de uma década, o Google captura imagens de marcos culturais e históricos da região, do Egito, Emirados Árabes Unidos, Líbano, Palestina, Tunísia e muito mais, além de disponibilizá-lo no Google Maps, Street View e Google Arts & Culture”, disse Chance Coughenour, chefe de preservação do Google Arts and Culture. “Juntamente com nossos parceiros, continuamos comprometidos em promover a rica história e patrimônio da região e torná-la acessível a todos.” ele adicionou.

Desde 2013, o Google digitalizou imagens ricas de mais de 20 pontos de referência e locais históricos, incluindo as Pirâmides de Gizé no Egito, Petra na Jordânia, a grande mesquita Sheikh Zayed nos Emirados Árabes Unidos, Baalbeck e o Templo de Júpiter no Líbano e o Anfiteatro de El Jem na Tunísia e muito mais. Além disso, o Google também adicionou exposições digitais de Palmyra e da mesquita Ummayed, na Síria, que podem ser encontradas no site e aplicativo Arts & Culture.

Fabricius foi criado em colaboração com o Centro Australiano de Egiptologia da Universidade Macquarie, na Austrália, Psycle Interactive, Ubisoft e Egiptólogos em todo o mundo.

Fonte: Ameinfo

O que achou da nova ferramenta do Google? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar no botão “Canal do Telegram” no topo direito da página.