Se você for um usuário frequente da internet, muito provavelmente já deve ter visto aquelas letras bem estranhas e distorcidas na hora de fazer o login em algum site da internet, confirmar algum cadastro, enviar uma mensagem ou até comentar em um determinado site. Algumas vezes, ela nos deixa um pouco “irritado” devido a dificuldade de conseguir lê-las. Bom, essas “letras estranhas” fazer parte do teste CAPTCHA ou do Google reCAPTCHA.

Veja também o que é o Google 3D!

Apesar das suas inconveniências, ela não é nada inútil, muito pelo contrário, ela oferece proteção contra programas espiões e spans que são enviados de forma constante. Além disso, ela também contribui muito para digitalizar um livro antigo ou um jornal, por exemplo.

De qualquer forma, nessa matéria, você verá tudo sobre o que é CAPTCHA e a reCAPTCHA do Google. Confira:

O que é um CAPTCHA?

Um teste CAPTCHA foi desenvolvido para determinar se um usuário on-line é realmente humano e não bot. Portanto, o CAPTCHA é um acrônimo que significa ” Completely Automated Public Turing test to tell Computers and Humans Apart”. Os usuários geralmente encontram testes CAPTCHA e reCAPTCHA na Internet. Esses testes são uma maneira de gerenciar a atividade de bots, embora a abordagem tenha suas desvantagens.

Embora os CAPTCHAs sejam projetados para bloquear bots automatizados, os próprios CAPTCHAs são automatizados. Além disso, eles são programados para aparecer em determinados lugares de um site e passam ou reprovam automaticamente nos usuários.

Como um CAPTCHA funciona?

Google reCAPTCHA: O que é e como funciona? - Foto: Reprodução/Cloudflare
Google reCAPTCHA: O que é e como funciona? – Foto: Reprodução/Cloudflare

Os CAPTCHAs clássicos, que ainda hoje são usados ??em algumas propriedades da web, envolvem solicitar aos usuários que identifiquem letras. As letras estão distorcidas para que os robôs não possam identificá-las. Para passar no teste, os usuários precisam interpretar o texto distorcido, digitar as letras corretas em um campo de formulário e enviar o formulário. Dessa forma, se as letras não corresponderem, os usuários serão solicitados a tentar novamente. Esses testes são comuns em formulários de login, formulários de inscrição de conta, pesquisas on-line e páginas de check-out de comércio eletrônico.

A ideia é que um programa de computador, como um bot, seja incapaz de interpretar as letras distorcidas, enquanto um ser humano, acostumado a ver e interpretar letras em todos os tipos de contextos – fontes diferentes, manuscritos diferentes etc. – geralmente seja capaz de identificá-los.

O melhor que muitos bots poderão fazer é inserir algumas letras aleatórias, tornando estatisticamente improvável que passem no teste. Assim, os robôs falham no teste e são impedidos de interagir com o site ou aplicativo, enquanto os humanos podem continuar usando-o normalmente.

Os bots avançados podem usar o aprendizado de máquina para identificar essas letras distorcidas, portanto, esses tipos de testes CAPTCHA estão sendo substituídos por testes mais complexos. Por exemplo, o Google reCAPTCHA desenvolveu vários outros testes para classificar usuários humanos de bots.

O que é o reCAPTCHA?

Google reCAPTCHA: O que é e como funciona? - Foto: Reprodução/Cloudflare
Google reCAPTCHA: O que é e como funciona? – Foto: Reprodução/Cloudflare

O reCAPTCHA é um serviço gratuito que o Google oferece como substituto dos CAPTCHAs tradicionais. Dessa forma, a tecnologia reCAPTCHA foi desenvolvida por pesquisadores da Universidade Carnegie Mellon, adquirida pelo Google em 2009.

O reCAPTCHA é mais avançado que os testes CAPTCHA típicos. Como o CAPTCHA, alguns reCAPTCHAs exigem que os usuários insiram imagens de texto que os computadores tenham problemas para decifrar. Diferentemente dos CAPTCHAs comuns, o reCAPTCHA origina o texto a partir de imagens do mundo real: figuras de endereços, textos de livros impressos, textos de jornais antigos e assim por diante.

Com o tempo, o Google expandiu a funcionalidade dos testes reCAPTCHA para que eles não precisem mais confiar no estilo antigo de identificação de texto embaçado ou distorcido. Outros tipos de testes reCAPTCHA incluem:

  • Reconhecimento de imagem;
  • Checkbox;
  • Avaliação geral do comportamento do usuário (nenhuma interação do usuário);

Como funciona um teste reCAPTCHA de reconhecimento de imagem?

Google reCAPTCHA: O que é e como funciona? – Foto: Reprodução/Cloudflare

Para um teste reCAPTCHA de reconhecimento de imagem, normalmente são apresentados aos usuários 9 ou 16 imagens quadradas. As imagens podem ser todas da mesma imagem grande ou cada uma pode ser diferente. Um usuário precisa identificar as imagens que contêm determinados objetos, como animais, árvores ou placas de rua. Dessa forma, se a resposta deles corresponder às respostas da maioria dos outros usuários que enviaram o mesmo teste, a resposta é considerada “correta” e o usuário passa no teste.

Escolher determinados objetos a partir de fotos borradas é um problema difícil para os computadores resolverem. Até mesmo programas avançados de inteligência artificial (IA) lutam com ele. Portanto, um bot também “luta” com ele. No entanto, um usuário humano deve ser capaz de fazer isso com bastante facilidade, pois os humanos estão acostumados a perceber objetos do cotidiano em todos os tipos de contextos e situações.

Como funcionam os testes reCAPTCHA com uma única caixa de seleção?

Google reCAPTCHA: O que é e como funciona? – Foto: Reprodução/Cloudflare

Alguns testes do reCAPTCHA simplesmente solicitam ao usuário que marque uma caixa ao lado da declaração “Não sou um robô”. No entanto, o teste não é a ação real de clicar na caixa de seleção. Na verdade, é tudo o que leva ao clique na caixa de seleção.

Este teste do reCAPTCHA leva em consideração o movimento do cursor do usuário ao se aproximar da caixa de seleção. Até o movimento mais direto de um ser humano tem uma certa aleatoriedade no nível microscópico: pequenos movimentos inconscientes que os robôs não conseguem imitar facilmente. Se o movimento do cursor contiver alguma dessa imprevisibilidade, o teste decidirá que o usuário provavelmente é legítimo. Além disso, o reCAPTCHA também pode avaliar os cookies armazenados pelo navegador em um dispositivo do usuário e o histórico do dispositivo para saber se é provável que o usuário seja um bot.

Se o teste ainda não conseguir determinar se o usuário é ou não humano, ele pode apresentar um desafio adicional, como o teste de reconhecimento de imagem descrito acima. No entanto, na maioria das vezes, os movimentos do cursor do usuário, cookies e histórico do dispositivo são conclusivos o suficiente.

Como o reCAPTCHA funciona sem nenhuma interação do usuário?

As versões mais recentes do reCAPTCHA são capazes de dar uma olhada holística no comportamento do usuário e no histórico de interação com o conteúdo da Internet. Portanto, na maioria das vezes, o programa pode decidir com base nesses fatores se o usuário é ou não um bot, sem fornecer ao usuário um desafio para ser concluído. Caso contrário, o usuário receberá um desafio típico do reCAPTCHA.

O que desencadeia um teste CAPTCHA?

Algumas propriedades da Web apenas possuem CAPTCHAs automaticamente como uma defesa proativa contra bots. Outras vezes, um teste pode ser acionado se o comportamento do usuário parecer com o de um bot: se os usuários solicitarem páginas da Web ou clicarem em hiperlinks a uma taxa muito superior à média, por exemplo.

CAPTCHAs e reCAPTCHAs são suficientes para interromper bots maliciosos?

Alguns bots podem passar o texto CAPTCHAs por conta própria. Os pesquisadores demonstraram maneiras de escrever um programa que supera os CAPTCHAs de reconhecimento de imagem também. Além disso, os atacantes podem usar “fazendas de cliques” para vencer os testes: milhares de trabalhadores mal remunerados resolvendo CAPTCHAs em nome de bots.

Além de um CAPTCHA, é preciso haver outras estratégias para interromper os bots indesejados (como os bots de raspagem de conteúdo, os bots de preenchimento de credenciais ou os bots de spam).

Quais são as desvantagens do uso de CAPTCHAs ou reCAPTCHAs para interromper bots?

Má experiência do usuário: um teste CAPTCHA pode interromper o fluxo do que os usuários estão tentando fazer, fornecendo a eles uma visão negativa de sua experiência na propriedade da Web e levando-os a abandonar a página da Web em alguns casos.

Inutilizável para indivíduos com deficiência visual: O problema com os CAPTCHAs é que eles dependem da percepção visual. Isso os torna quase impossíveis, não apenas para pessoas que são completamente cegas, mas para qualquer pessoa com visão gravemente comprometida.

Esses testes podem ser enganados pelos bots: Como descrito acima, os CAPTCHAs não são totalmente à prova de bots e não devem ser considerados para o gerenciamento de bots.

Existem alternativas para usar CAPTCHAs ou reCAPTCHAs?

Soluções de gerenciamento de bot, como o Cloudflare Bot Management, podem identificar bots ruins sem afetar a experiência do usuário, com base no comportamento do bot. Dessa forma, os bots podem ser mitigados sem forçar os usuários a concluir os CAPTCHAs.

Como o CAPTCHA e o reCAPTCHA estão relacionados aos projetos de inteligência artificial (IA)?

Google reCAPTCHA: O que é e como funciona? – Foto: Reprodução/Cloudflare

À medida que milhões de usuários identificam textos difíceis de ler e selecionam objetos em imagens borradas, esses dados são inseridos em programas de computador de IA, para que também se tornem melhores nessas tarefas.

Em geral, os programas de computador lutam para identificar objetos e letras em diferentes contextos, porque o contexto pode mudar quase infinitamente no mundo real. Por exemplo, um sinal de stop é um octógono vermelho com letras brancas indicando “STOP”. Um programa de computador pode identificar uma combinação de forma e palavra como essa com bastante facilidade. No entanto, um sinal de parada em uma foto pode parecer muito diferente daquela descrição simples, dependendo do contexto: o ângulo da foto, a iluminação, o clima envolvido e assim por diante.

Por meio do aprendizado de máquina, os programas de IA podem melhorar a superação dessas limitações. Para o exemplo do sinal de parada, o programador alimentaria o programa de IA com um monte de dados sobre o que é e o que não é um sinal de parada. Para que isso seja eficaz, eles precisam de muitos exemplos de imagens com sinais de parada e imagens sem sinais de parada e precisam de usuários humanos para identificá-las até que o programa tenha dados suficientes para ser eficaz.

O reCAPTCHA ajuda a preencher essa necessidade, fazendo com que os seres humanos identifiquem objetos e textos, que fornecem lentamente dados suficientes para criar programas robustos de IA.

O que é um teste de Turing? Como os testes de Turing são relevantes para os testes CAPTCHA?

Um teste de Turing avalia a capacidade de um computador de imitar o comportamento humano. Alan Turing, pioneiro da computação, inventou o conceito de teste de Turing em 1950. Dessa forma, um programa de computador “passa” no teste de Turing se seu desempenho durante o teste é indistinguível do de um humano – se agir da maneira que um humano faria. Além disso, um teste de Turing não depende de obter respostas corretas; é sobre o quão “humanas” as respostas soam, independentemente de estarem certas ou erradas.

Embora seja chamado de “teste público de Turing”, um CAPTCHA é realmente o oposto de um teste de Turing – determina se um usuário supostamente humano é realmente um programa de computador (um bot) ou não, em vez de tentar determinar se um computador é humano. Para conseguir isso, um CAPTCHA precisa atribuir uma breve tarefa na qual as pessoas tendem a ser boas e os computadores lutam. A identificação de texto e imagens geralmente se encaixa nesses critérios.

Fonte: Cloudflare

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!