Huawei cresce mais devagar devido às sanções dos EUA. São tantas limitações comerciais feitas pelo governo dos EUA que não chega a ser surpreendente: a Huawei acaba de compartilhar os resultados financeiros no que se refere ao terceiro trimestre deste ano. O documento indica que, no acumulado do ano, o desenvolvimento da empresa diminuiu a velocidade.

Huawei quer acabar com o Microsoft Office e o Google Docs para sempre

No terceiro trimestre, a receita de Huawei terminou em 217,3 bilhões de iuanes, montante equivalente a US$ 32 bilhões. Diz respeito a um aumento de 3,7% ao comparar com o mesmo período do ano passado, quando a arrecadação estava em torno de 209,5 bilhões de iuanes.

Já a receita recebida em janeiro a setembro desde ano está em 671,3 bilhões de iuanes (por volta de US$ 100 bilhões), aumento de 9,9% em relação ano a ano – no mesmo período do ano passado, a receita foi de 610,8 bilhões de iuanes.

Huawei cresce mais devagar devido às sanções dos EUA

Os números são curiosos, uma vez que mostram que, mesmo com as sanções comerciais impostas pelos EUA, a Huawei tem permanecido com uma presença de peso no mercado. dessa forma, vale lembrar que a margem de lucro ficou em 8% nos nove primeiros meses de 2020.

A complicação é que a Huawei exibiu um desenvolvimento de arrecadação de 24,4% nos três primeiros trimestres do ano passado e lucro líquido de 8,7% no período. Se desse ano para o ano passado, o desenvolvimento de receita foi de 9,9% fica explícito que a companha vem perdendo velocidade.

A pandemia possui parte da culpa. No entanto, não dá para afirmar que a empresa não vem sendo prejudicada pelas sanções comerciais que a impossibilitam, por exemplo, de publicar smartphones com o ecossistema do Google ou com chips de fornecedores como Qualcomm. Mesmo que a companhia não menciona de forma especifica essa complicação em seu relatório.

No entanto, o pior ainda está por acontecer. Para 2020, a Huawei contou com o fornecimento de processadores em escala o bastante para fazer um volume de fabricação razoável de aparelhos. No entanto, a partir do ano que vem, a fabricação de celulares da marca deve diminuir de forma considerável.

Além disso, não apenas os EUA fecham o certo contra a Huawei. Governos da Austrália, Reino Unidos e diversas outras nações já se mexeram para impedir ou limitar a implementação das redes 5G com tecnologia da companhia.

Huawei cresce mais devagar devido às sanções dos EUA. O que você achou disso? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar no botão “Canal do Telegram” no topo direito da página.