O Japão se transformou na primeira nação do planeta a autorizar o nascimento de embriões híbridos de humanos e animais para o desenvolvimento de órgãos humanos. Especialistas do Ministério da Ciência do Japão autorizaram o plano de uma pesquisa nesta direção sugerida pelo cientista Hiromitsu Nakauchi, da Universidade de Tóquio.

As baterias de nanodiamantes podem fornecer até 28.000 anos de energia

Nakauchi tem o objetivo de criar células-tronco humanas em embriões de camundongos, ratos e porcos e, em seguida, transplantar esse embrião em outro animal. Com a técnica, o cientista pretende, de maneira eventual, criar órgão humanos completos que tem a possibilidade de serem utilizados em transplantes.

Em março, o Japão havia cancelado o bloqueio do avanço, por mais de 14 dias, de embriões híbridos de humanos e animais. A ação também realizou o final do bloqueio de transplantar órgãos criados em embriões de animais para outros animais.

Estudos que envolvem o desenvolvimento de células humanas em embriões de animes têm sido feitas em diversas nações, como os EUA. No entanto, nenhum desses embriões realmente se desenvolveu até o nascimento.

A permissão dada pelo território japonês é um motivo de críticas. Especialistas em bioética afirmam que o estudo pode ser resultados não esperados caso algumas células humanas forem compartilhadas no cérebro de um animal.

No entanto, Nakauchi disse à revista de ciência Natura que as ações tem o objetivo de abalar somente o órgão que ele tem o objeto de criar no embrião animal.

Experiência com o nascimento de embriões híbridos

Em 2017, o cientista realizou a cura de um rato diabético ao criar um pâncreas saudável em um embrião de rato e realizar o transplante para o rato doente em seguida.

Camundongos, ratos e porcos não são os hospedeiros ideais para a criação de órgãos humanos por causa da imensa distinção genética entre as espécies. No entanto, Nakauchi tem esperanças de que o seu estudo ajude a ciência entender melhor esse ponto, além de ver determinações do que limita a criação de células humanas em animais.

A autorização para a pesquisa já foi dada. No entanto, tudo indica que apenas em agosto um time de especialistas do Ministério da Ciência do território japonês decidam quais pesquisas em detalhes irão ser permitidas.

O que você achou do nascimento de embriões híbridos? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar no botão “Canal do Telegram” no topo direito da página.