Microsoft se revolta com nova política da Apple para jogos em nuvem no iPhone. Depois de ter problemas com a Microsoft, o Google e o Facebook para bloquear games por streaming, a Apple criou um canal para consentir com essa função no iOS. O que abre espaço para ferramentas como Stadia e o xCloud trabalhem no sistema. No entanto, a Microsoft ainda não está aceitando a opção disponibilizada pela App Store.

Microsoft Edge vence o Google Chrome em teste de velocidade

A oferta da Apple para que esses recursos trabalharem é que todos os games disponíveis nesta versão necessitam ser permitidos pela companhia para que possam ser acessados através de um app. Além disso, os games não podem ser abertos de forma direta pelos apps das ferramentas. Em contrapartida, o xCloud, por exemplo, poderia somente gerar um link para a App Store para baixar de outro app. Ou seja, o que tornaria possível acessar o game em nuvem.

Por exemplo: suponha que você deseja jogar “Gears 5” no xCloud. Pelas políticas da App Store, você não tem permissão para joga-lo de forma direta pelo aplicativo da ferramenta da Microsoft. No entanto, teria que fazer download do aplicativo do “Gears 5”. Dessa forma, se tornaria possível rodar o game na tela do smartphone por meio da nuvem, então o aplicativo seria somente uma “casca”. Ou seja: para um catálogo de mais de 100 games, seria necessário mais de 100 apps baixados. É como se você necessitasse instalar um app para cada longa que você deseja ver na Netflix ou para cada álbum que você deseja ouvir no Spotify.

Microsoft discorda com a nova política da Apple para jogos em nuvem

A Microsoft defende que esta é uma experiência horrível para o utilizador. “Os jogadores querem saltar diretamente para dentro de um jogo a partir de um catálogo curado em apenas um aplicativo, assim como eles fazem com filmes e músicas e não ser forçados a baixar mais de 100 apps para jogar títulos individuais da nuvem”, protesta o anúncio da companhia a respeito do assunto. “Estamos comprometidos em colocar os jogadores no centro de tudo que fazemos, e oferecer uma ótima experiência é central nesta missão”, finaliza.

Supõe-se que os limites da Apple tem como foco evitar que os games exitem driblar a taxa de 30% para aquisições feitas dentro de apps. Se cada jogo for compartilhado como app individual, mesmo que tenha apenas uma “casca” para rodar o game da nuvem, todos necessitarão aceitar às políticas da App Store. Como nota do portal The Verge, jogos indicam a maior parte das receitas da companhia com sua loja de apps, o que torna a fiscalização sobre essa área da App Store seja feito de maneira ainda mais rígida. Foi o que levou no processo com a Epic Games com o “Fortnite”.

Agora basta descobrir se, mesmo com suas reclamações, companhias como Microsoft e Google irão aderir a essas regras para disponibilizar xCloud e Stadia no iOS ou se irão continuar fora da ferramenta. No momento, os dois serviços são apenas para utilizadores do Android.

Microsoft se revolta com nova política da Apple para jogos em nuvem no iPhone. O que você achou disso? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar no botão “Canal do Telegram” no topo direito da página.