De forma resumida, podemos dizer que um Firmware é um software embutido em um pedaço de hardware. Portanto, você pode pensar no firmware simplesmente como um “software para hardware”. No entanto, o firmware não é um termo intercambiável para software.

Veja também o que é um Software!

Os dispositivos que você pode considerar estritamente hardware, como uma unidade óptica, placa de rede, controle remoto da TV, roteador, câmera ou scanner, todos têm software programado em uma memória especial contida no próprio hardware.

O que é firmware? A definição

O que é Firmware? Entenda mais sobre o assunto! - Foto: Reprodução/My Cyber Security
Entenda mais sobre o assunto! – Foto: Reprodução/My Cyber Security

O firmware é um pequeno pedaço de software que faz o hardware funcionar e fazer o que seu fabricante pretendia. Dessa forma, ele consiste em programas escritos por desenvolvedores de software para fazer com que os dispositivos de hardware “funcionem”. Sem ele, a maioria dos dispositivos eletrônicos que usamos diariamente não seria capaz de funcionar.

Por exemplo, você sabia que um simples semáforo possui firmware? Sim, e o firmware é o que diz para mudar as luzes em intervalos regulares. Sem ele, o semáforo seria apenas um mastro “estúpido”, colocado ao lado da estrada, sem fazer nada. Para dispositivos de hardware menos sofisticados, como semáforos, lavadoras de roupas, máquinas de cartões, câmeras de vigilância, TVs e assim por diante, o firmware é todo o software neles e também atua como um sistema operacional, controlando tudo sobre o funcionamento desse dispositivo.

Para tornar as coisas ainda mais claras, vamos dar outro exemplo: uma placa-mãe do computador sem ele não saberia como detectar o disco rígido ou a placa de vídeo encontrada dentro do seu computador. Se suas unidades não possuírem firmware embutido, elas não saberão com que velocidade girar ou quando parar. Uma placa de rede sem fio não saberia como usar uma frequência de rádio específica.

Para hardware mais complexo, como smartphones, tablets, TVs inteligentes, smartwatches e assim por diante, o firmware é o intermediário entre o hardware e o sistema operacional. Nesses dispositivos, o firmware contém apenas as instruções necessárias para o hardware operar com o sistema operacional instalado no dispositivo. Por exemplo, em um smartphone Samsung Galaxy com Android, o firmware no smartphone permite que o hardware se comunique corretamente com o sistema operacional Android e faça o que é solicitado pelo usuário.

Geralmente, pensamos em um dispositivo de hardware como um dispositivo que é apenas hardware. E assumimos que ele simplesmente funciona por si só. No entanto, quase nenhum dos dispositivos de hardware modernos funcionaria sem esse software específico, gravado diretamente neles.

Onde ele está armazenado?

Entenda mais sobre o assunto! – Foto: Reprodução/My Cyber Security

Agora sabemos que firmware é um software gravado diretamente em nossos dispositivos de hardware. Mas como exatamente ele é armazenado em um dispositivo? O firmware é geralmente armazenado em tipos especiais de memória, chamados flash ROM. ROM é a sigla para Read Only Memory e esse tipo de memória deve ser gravado apenas uma vez, geralmente pelo fabricante do hardware que estamos usando. Dessa forma, é necessária uma memória ROM para qualquer dispositivo eletrônico, pois ele deve reter os dados permanentemente, mesmo quando o dispositivo está desligado ou quando há uma queda de energia. Você não pode produzir um dispositivo de hardware que esqueça seu firmware, pois ele deixaria de funcionar depois que você retirasse sua fonte de energia.

Mas, novamente, a memória flash ROM é uma memória ROM regravável porque, embora seja inicialmente escrita pelo fabricante do hardware, pode ser reescrita posteriormente. Obviamente, você pode gravar um novo firmware em um dispositivo de hardware. No entanto, você pode fazer isso apenas com uma ferramenta de atualização adequada, projetada especialmente para funcionar com esse dispositivo de hardware.

Que tipos existem?

Entenda mais sobre o assunto! – Foto: Reprodução/My Cyber Security

Existe tanta variedade no firmware quanto nos dispositivos de hardware. Há firmware nas placas-mãe dos computadores (chamado BIOS ou UEFI), há firmware em discos rígidos, unidades de estado sólido (SSDs), unidades de CD/ DVD/Blu-Ray, há firmware em placas de rede, roteadores, pontos de acesso, extensores de alcance, há até firmware no mouse e no teclado para jogos. Estes são apenas alguns exemplos relacionados aos computadores.

Lembre-se de que existe firmware na maioria dos dispositivos que fazem algo útil, como sua TV, lavadora de roupas, caixas eletrônicos do seu banco ou até mesmo no seu carro. Dessa forma, provavelmente o dispositivo não funcionaria sem o firmware.

Qual é a diferença entre firmware e drivers?

Embora ambos tenham o papel de permitir que o hardware faça o que é solicitado, uma diferença importante é que o firmware é armazenado no próprio dispositivo de hardware enquanto os drivers são instalados no sistema operacional. Além disso, o firmware pode iniciar por conta própria e fazer o que está programado, enquanto os drivers devem ser executados pelo sistema operacional. A maior diferença entre os dois é que o firmware informa aos dispositivos o que eles devem fazer, enquanto o driver informa ao sistema operacional como se comunicar com os mesmos dispositivos.

O firmware pode ser atualizado?

Entenda mais sobre o assunto! – Foto: Reprodução/My Cyber Security

Muitos fabricantes lançam atualizações regulares para o firmware encontrado em seus dispositivos de hardware. Além disso, eles também fornecem as ferramentas de software necessárias para gravar o novo firmware nesses dispositivos. No entanto, cada fabricante pode escolher se lança ou não um novo firmware para um dispositivo individual. Por exemplo, a maioria dos fabricantes de peças de computador desenvolve e fornece aos clientes um novo firmware e os atualizadores de firmware correspondentes, pelo menos por alguns anos após o lançamento do dispositivo.

Para dar um exemplo, o fabricante da sua placa-mãe pode lançar novas atualizações de firmware quando desejar incluir novos recursos, oferecer suporte a novos processadores ou RAM, ou quando desejar resolver problemas específicos com o seu hardware.

Qualquer fabricante pode optar por fornecer um novo firmware para seus dispositivos: um roteador pode receber uma atualização de firmware que aprimora sua estabilidade, um gravador de DVD pode aprender como gravar novos tipos de discos e assim por diante.

Tanto quanto de onde obter um novo firmware, isso depende do fabricante do seu dispositivo de hardware. Normalmente, você pode encontrar um novo firmware (se disponível) no site de suporte do seu dispositivo. Portanto, procure uma página de download, faça o download do seu novo firmware e tenha o cuidado de seguir a “documentação” de atualização oferecida pelo fabricante do dispositivo.

“Escrever” um novo firmware no seu dispositivo é um trabalho traiçoeiro e, se feito incorretamente, pode tornar seu dispositivo inútil para sempre. É por isso que algumas pessoas dizem que você bloqueou o dispositivo: você acabou de arruinar o firmware e ele não pode mais funcionar como deveria.

O que é Firmware? Entenda mais sobre o assunto! - Foto: Reprodução/My Cyber Security
Entenda mais sobre o assunto! – Foto: Reprodução/My Cyber Security

De onde vêm as atualizações de firmware

Os fabricantes de unidades de CD, DVD e BD geralmente lançam atualizações regulares de firmware para manter seu hardware compatível com as novas mídias.

Por exemplo, digamos que você compre 20 pacotes de discos BD vazios e tente gravar um vídeo em alguns deles, mas não funciona. Uma das primeiras coisas que o fabricante da unidade de Blu-ray provavelmente sugere é atualizar o firmware na unidade.

O firmware atualizado provavelmente incluiria um novo conjunto de códigos de computador para sua unidade, instruindo-o a escrever na marca específica do disco BD que você está usando, resolvendo esse problema.

Os fabricantes de roteadores de rede geralmente lançam atualizações de firmware em seus dispositivos para melhorar o desempenho da rede ou adicionar recursos adicionais. O mesmo vale para fabricantes de câmeras digitais, fabricantes de smartphones (como iOS e Android) etc. Dessa forma, como já dito, você pode visitar o site do fabricante para baixar atualizações de um firmware.

Um exemplo pode ser visto ao baixar o firmware de um roteador sem fio como o Linksys WRT54G. Portanto, basta visitar a página de suporte desse roteador no site da Linksys para encontrar a seção de downloads, onde é possível obter o firmware.

Como aplicar as atualizações?

É impossível dar uma resposta geral sobre como instala-lós em todos os dispositivos, porque nem todos os dispositivos são iguais. Algumas atualizações são aplicadas sem fio e parecem uma atualização de software regular. Outros podem envolver a cópia do firmware em uma unidade portátil e o carregamento manual no dispositivo.

Por exemplo, você pode atualizar o firmware em um console de jogos apenas aceitando qualquer solicitação de atualização do software. É improvável que o dispositivo esteja configurado de maneira que você precise baixar manualmente o firmware e depois aplicá-lo manualmente. Isso tornaria muito difícil para o usuário médio atualizá-lo, especialmente se o dispositivo precisar de atualizações com frequência.

Dispositivos Apple iOS, como iPhones e iPads, também ocasionalmente recebem atualizações, assim como telefones e tablets Android. Esses dispositivos permitem baixar e instalar o firmware a partir do próprio dispositivo, para que você não precise baixar e instalar manualmente.

No entanto, alguns dispositivos, como a maioria dos roteadores, possuem uma seção dedicada no console administrativo que permite aplicar uma atualização. Geralmente, é uma seção que possui um botão “Abrir” ou  “Procurar” que permite selecionar o firmware que você baixou. É importante revisar o manual do usuário do dispositivo antes de atualizar o firmware, apenas para garantir que as etapas que você está executando estejam corretas e que você tenha lido todos os avisos.

Fatos importantes sobre ele

Assim como qualquer aviso do fabricante será exibido, é extremamente importante garantir que o dispositivo que está recebendo a atualização não seja desligado enquanto ela estiver sendo aplicada. Uma atualização parcial do firmware deixa-o corrompido, o que pode danificar seriamente o funcionamento do dispositivo.

É igualmente importante evitar aplicar a atualização de firmware incorreta a um dispositivo. Portanto, fornecer a um dispositivo um software que pertence a um dispositivo diferente pode fazer com que o hardware não funcione mais como deveria. Geralmente, é fácil saber se você fez o download do firmware correto apenas verificando se o número do modelo correspondente a esse firmware corresponde ao número do modelo do hardware que você está atualizando.

Como já mencionamos, outra coisa a lembrar ao atualizá-lo é que você deve primeiro ler o manual associado a esse dispositivo. Cada dispositivo é único e terá um método diferente de atualizar ou restaurar o firmware de um dispositivo.

Alguns dispositivos não solicitam que você o atualize-o; portanto, é necessário verificar o site do fabricante para ver se uma nova atualização foi lançada ou registrar o dispositivo no site do fabricante para que você possa receber e-mails quando o novo firmware for lançado. 

Perguntas Frequentes

O que é um Firmware?

É um pequeno pedaço de software que faz o hardware funcionar e fazer o que seu fabricante pretendia. Dessa forma, ele consiste em programas escritos por desenvolvedores de software para fazer com que os dispositivos de hardware “funcionem”. Sem ele, a maioria dos dispositivos eletrônicos que usamos diariamente não seria capaz de funcionar.

Como atualizamos um Firmware?

É impossível dar uma resposta geral sobre como instala-lós em todos os dispositivos, porque nem todos os dispositivos são iguais. Algumas atualizações são aplicadas sem fio e parecem uma atualização de software regular. Outros podem envolver a cópia do firmware em uma unidade portátil e o carregamento manual no dispositivo.

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!