De forma resumida, a placa mãe é uma placa de circuito impresso e a base de um computador. Além disso, ela é a maior placa do “chassi” de um computador. Ela também aloca energia e permite a comunicação entre a CPU, a RAM e todos os outros hardwares do computador componentes.

Veja também o que é Overclock!

Ela também é conhecida como, os mb, mainboard, mboard, mobo, mobd,  placa de inserção, placa de base, placa de circuito principal, placa planar, placa de sistema, ou até de uma placa lógica em computadores Apple. 

Definição

Veja o que é esse tipo de placa e para o que serve! – Foto: Reprodução/Computer Hope

Uma placa-mãe é uma das partes mais essenciais de um sistema de computador. Portanto, ela reúne muitos dos componentes cruciais de um computador, incluindo a unidade central de processamento (CPU), memória e conectores para dispositivos de entrada e saída. Além disso, a sua base consiste em uma folha muito firme de material não condutor, normalmente algum tipo de plástico rígido. Camadas finas de folha de cobre ou alumínio, conhecidas como caminhos ou vestígios, são impressas nesta folha. Esses traços são muito estreitos e formam os circuitos entre os vários componentes. Além dos circuitos, ela também contém vários soquetes e slots para conectar os outros componentes.

Visão geral da placa-mãe

Uma placa-mãe fornece conectividade entre os componentes de hardware de um computador, como o processador (CPU), memória (RAM), disco rígido e placa de vídeo. Além disso, existem vários tipos de placas-mãe, projetadas para caber em diferentes tipos e tamanhos de computadores.

Cada tipo dessa placa foi projetada para funcionar com tipos específicos de processadores e memória, para que eles não sejam capazes de trabalhar com todos os processadores e tipos de memória. No entanto, os discos rígidos são na maioria universais e funcionam com a maioria das placas-mãe, independentemente do tipo ou marca.

Abaixo está uma imagem da placa-mãe ASUS P5AD2-E com etiquetas ao lado de cada um de seus principais componentes.

O que é placa mãe? Veja tudo sobre! - Foto: Reprodução/Computer Hope
Veja o que é esse tipo de placa e para o que serve! – Foto: Reprodução/Computer Hope

Partes de uma placa-mãe

Se você abrisse o computador e retire a placa-mãe, provavelmente ficaria bastante confuso com todas as diferentes partes que existem nela.  Dependendo da marca e modelo do seu computador, pode ser algo parecido com isto.

Veja o que é esse tipo de placa e para o que serve! – Foto: Reprodução/Computer Hope

Certamente existem muitas “siglas” para se acostumar! Entretanto, não se preocupe demais em tentar lembrar todas as partes e seus acrônimos. A “chave” é lembrar que a placa contém a unidade central de processamento, a memória e todos os conectores ao restante do hardware do sistema do computador. Dessa forma, a placa é a “mãe” de todos os componentes – é aí que ela recebe seu nome.

Para entender como os computadores funcionam, você não precisa conhecer todas as partes da placa. No entanto, é bom conhecer algumas das partes mais importantes e como a placa conecta as várias partes de um sistema de computador.

Partes comuns da Placa

  • Um soquete da CPU – a CPU real é soldada diretamente no soquete. Como as CPUs de alta velocidade geram muito calor, existem dissipadores de calor e pontos de montagem para os ventiladores próximos ao soquete da CPU;
  • Um conector de energia para distribuir energia para a CPU e outros componentes;
  • Slots para a memória principal do sistema, geralmente na forma de chips DRAM;
  • Um chip forma uma interface entre a CPU, a memória principal e outros componentes. Em muitos tipos de placas-mãe, isso é chamado de Northbridge. Além disso, este chip também contém um grande dissipador de calor;
  • Um segundo chip controla as funções de entrada e saída (E/S). Não está conectado diretamente à CPU, mas à Northbridge. Esse controlador de E/S é conhecido como Southbridge. Além disso, o Northbridge e o Southbridge combinados são chamados de chipset;
  • Vários conectores, que fornecem a interface física entre os dispositivos de entrada e saída e a placa-mãe. Além disso, o Southbridge lida com essas conexões;
  • Slots para um ou mais discos rígidos para armazenar arquivos. Os tipos mais comuns de conexões são Integrated Drive Electronics (IDE) e Serial Advanced Technology Attachment (SATA);
  • Um chip de memória somente leitura (ROM), que contém o firmware ou as instruções de inicialização do sistema do computador. Além disso, isso também é chamado de BIOS;
  • Um slot para uma placa de vídeo ou gráfica. Portanto, existem vários tipos diferentes de slots, incluindo a porta gráfica acelerada (AGP) e o PCIe (Peripheral Component Interconnect Express);
  • Slots adicionais para conectar hardware na forma de slots PCI (Peripheral Component Interconnect).

Perguntas Frequentes

Quantas conexões, portas ou slots estão em uma placa-mãe?

Não há um padrão definido para quantas conexões, portas ou slots de expansão estão em uma placa desse tipo. Dessa forma, o melhor método para determinar quantas conexões, portas ou slots estão disponíveis para sua placa-mãe é procurar as especificações contidas em sua documentação. Se você perdeu ou descartou a documentação da sua placa, pode baixar uma versão gratuita em PDF no site do fabricante.

Como esse tipo de placa se conecta a um gabinete de computador?

Uma placa-mãe do computador se conecta ao gabinete de um computador de mesa usando Standouts. Dessa forma, depois que a placa é conectada ao gabinete, todos os outros dispositivos se conectam à própria placa-mãe ou a uma placa de expansão instalada.

Qual foi a primeira placa-mãe?

A primeira placa-mãe é considerada usada no IBM Personal Computer, lançado em 1981. Dessa forma, na época, a IBM se referia a ela como uma “planar” em vez de uma placa-mãe. Além disso, a IBM Personal Computer e a placa-mãe dentro dele definiriam o padrão para o hardware de computador compatível com a IBM no futuro.

Como existe uma placa-mãe, existe uma placa-“pai”?

Não, não existe uma placa-pai quando se refere a um computador. No entanto, existe uma placa-filha.

Onde a placa-mãe conseguiu esse nome?

As placas de expansão que mencionamos na seção anterior são placas de circuito que se conectam a uma placa de circuito central maior, ou seja, uma placa mãe. Além disso, as placas menores podem ser consideradas os “filhos” da placa principal, daí o nome da placa-mãe.

Existe uma placa-mãe em um notebook, smartphone e tablet?

Sim, embora a placa seja frequentemente referida como “placa lógica” e não como placa-mãe. A placa lógica é muito semelhante a uma placa-mãe e opera da mesma maneira. No entanto, devido aos requisitos de tamanho da maioria das placas lógicas, os componentes como processador e RAM (em tablets e smartphones) são soldados na placa. Além disso, como muitos desses dispositivos não têm opções de atualização, não há slots ou soquetes  como uma placa-mãe de computador tradicional.

Fonte: Computer Hope

Gostou? O que achou? Já sabia o que era uma placa mãe? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!