Se você é uma pessoa que costuma mexer com frequência em PCs, já deve ter ouvido falar sobre os teclados virtuais. Além de serem uma ótima alternativa para os teclados físicos, eles também são muito bons para nos proteger contra os Keyloggers. Dessa forma, neste artigo, você verá tudo sobre Teclado Virtual.

Veja também os 7 melhores teclados de software para iOS!

Teclado Virtual: O que é?

Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? - Foto: Reprodução/ YouTube
Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? – Foto: Reprodução/ YouTube

De forma resumida, podemos dizer que um teclado virtual é um teclado baseado em software usado com dispositivos de tela de toque. Além disso, ele é uma representação digital de um teclado QWERTY que aparece na tela quando a entrada de texto é exigida por algum app. Dessa forma, o usuário pode então tocar nas teclas virtuais para digitar.

Os teclados virtuais geralmente incluem várias páginas de caracteres, possuindo letras, pontuação, números e símbolos. Dependendo do sistema operacional (SO) do dispositivo, também pode haver opções para inserir emojis, adesivos ou GIFs animados.

Algumas pessoas podem pensar que os teclados virtuais somente estão presentes nos celulares, tablets e outros dispositivos portáteis que não necessitam do uso constante de um teclado físico. No entanto, eles também estão presentes em PCs e notebooks. Além disso, são muito úteis para nos proteger contra os Keyloggers.

Vale lembrar que a maioria dos desenvolvedores criam teclados virtuais para os seus dispositivos. Dessa forma, até o Windows possui um teclado virtual padrão. No entanto, o teclado virtual padrão pode ser substituído por apps de teclado virtual de terceiros, disponíveis para download ou compra na loja de apps do  dispositivo.

Exemplos de Teclados virtuais

Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? - Foto: Reprodução/ Google
Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? – Foto: Reprodução/ Google
  • Gboard – É um teclado virtual para iOS e Android criado pelo Google, com recursos de tradução, GIFs e temas personalizáveis;
  • Swype – É um teclado virtual popular que permite que você digite passando o dedo por várias letras, soletrando uma palavra em um único movimento;
  • OSK (teclado na tela) – É um teclado virtual disponível no Microsoft Windows quando um dispositivo móvel ou notebook 2 em 1, como o Surface Pro, é operado no modo tablet. Além disso, o OSK também está disponível quando os recursos de acessibilidade de facilidade de acesso estão ativados.

Keyloggers: O que são?

Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? – Foto: Reprodução/ WS COM

Os keyloggers são uma das ameaças para a segurança mais temidas da atualidade. Eles são uma ameaça global para a segurança digital, porque geralmente são malwares difíceis de detectar. Além disso, o dano que causam muitas vezes pode ir muito além do PC infectado.

Um vírus convencional pode tentar danificar um PC, arruinar seu disco rígido ou roubar arquivos privados. Por outro lado, um keylogger rouba todos os tipos de informações pessoais, senhas ou números de cartão de crédito. Mas não se preocupe, existem maneiras de se proteger contra os keyloggers e garantir que os seus dados pessoais permanecerão secretos.

Os diferentes tipos de keyloggers

Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? – Foto: Reprodução/ Seguri Soft

Existem keyloggers de software e outros baseados em hardware. No entanto, os keyloggers mais usados ??são baseados em software. Dessa forma, ele é alojado em um malware maior, como um cavalo de Tróia ou um rootkit. Nesse caso, o keylogger é mais fácil de instalar em uma máquina de destino, pois geralmente não requer acesso físico à máquina.

Além disso, na maioria dos casos, ele tem a capacidade de falsificar outra API no SO da máquina de destino, permitindo que o keylogger grave cada pressionamento de tecla à medida que você digita. Além disso, também existem keyloggers de kernel, keyloggers man-in-the-browser (MiTB) e outras variantes mais complexas.

Os Keyloggers alojados em hardware são menos comuns pois são mais difíceis de instalar na máquina de destino. Dessa forma, esses keyloggers geralmente exigem que o invasor tenha acesso físico à máquina de destino. Isso pode ser feito durante o processo de fabricação ou após a implantação. Alguns desses keyloggers podem ser instalados durante o processo de fabricação, incluindo keyloggers instalados na BIOS.

Além disso, um usuário mal-intencionado pode instalar um keylogger desse tipo durante o estágio de fabricação da fábrica. Outros registradores de pressionamento de tecla podem chegar ao seu PC usando unidades flash USB ou por meio de um conector de teclado instalado entre o cabo do teclado e o PC. Embora sejam mais difíceis de instalar, podem ser mais flexíveis para o invasor, pois são independentes do SO.

Os diferentes tipos de infecção

Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? - Foto: Reprodução/ TT
Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? – Foto: Reprodução/ TT

O software Keylogger geralmente é entregue em malwares maiores. Dessa forma, as máquinas de destino podem ser infectadas durante um ataque “drive-by” de um site mal-intencionado que explora uma vulnerabilidade existente no PC e instala um software mal-intencionado. Em alguns casos, os keyloggers também podem ser instalados como parte do download de um app legítimo. Isso pode ser feito comprometendo o canal de download ou inserindo o software mal-intencionado no próprio app.

Por outro lado, os keyloggers de hardware normalmente chegam até o PC por um invasor que tenha acesso físico à máquina de destino.

Certifique-se de que você não possui Keyloggers

Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? - Foto: Reprodução/ HSC Brasil
Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? – Foto: Reprodução/ HSC Brasil

Os Keyloggers são projetados para permanecer bem discretos e não serem detectados. Dessa forma, a detecção desses keyloggers pode ser difícil, pois esses apps não se comportam como outros programas maliciosos (por exemplo, eles não procuram dados importantes em uma máquina de destino e / ou não os enviam a um servidor, nem tentar destruir dados na máquina).

Portanto, a única coisa que você pode fazer é instalar um software antivírus e verificar seu dispositivo, procurando pistas, como vazamentos de informações, etc. Além disso, você também pode tentar contornar o malware iniciando o PC a partir de um CD ou chave USB, ou usando um teclado virtual na tela, o que impede que o malware receba informações por meio das teclas digitadas no teclado.

Como se proteger contra keyloggers?

Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? – Foto: Reprodução/ Circuito Mato Grosso

Aqui estão algumas dicas para proteger o seu dispositivo e proteger-se contra os keyloggers:

  1. Primeiramente, diga não aos softwares piratas e a quaisquer software livre suspeito;
  2. Altere sua senha em intervalos de tempo (por exemplo, a cada 3 semanas);
  3. Utilize o perfil do SO com base em “privilégios limitados” para tarefas diárias simples;
  4. Utilize um navegador moderno e atualizado (por exemplo, Firefox …). Isso ajudará a evitar ataques baseados em MiTB;
  5. Faça backup de seus dados para evitar a perda deles caso sua conta seja comprometida;
  6. Utilize a autenticação de dois fatores na sua conta, já que ela protegerá sua conta mesmo que sua senha seja comprometida;
  7. Utilize um teclado Virtual, principalmente se for inserir algum dado importante, como a senha do cartão de crédito.

Utilizando um teclado virtual

Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? - Foto: Reprodução/ YouTube
Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? – Foto: Reprodução/ YouTube

O teclado virtual é o método mais seguro para evitar o perigo dos keyloggers, além disso, é fácil de usar. Um teclado virtual é basicamente um software que simula um teclado real sobre a tela, sendo capaz de escrever da mesma maneira como no teclado físico, mas utilizando apenas o mouse. Com ele, você pode conter a ameaça representada por keyloggers. Este mecanismo simples é o caminho mais seguro para evitar a ameaça dos keyloggers e garantir a proteção contra hackers, já que estes não poderão identificar as letras que você digita.

Como obter um teclado virtual

Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? - Foto: Reprodução/ TT
Teclado virtual: o que é por que devemos utilizar? – Foto: Reprodução/ TT

Talvez você esteja se perguntando: onde encontro um teclado virtual para o meu PC Windows? Bom, Felizmente, o Windows já possui um teclado virtual instalado no sistema de forma nativa. Dessa forma, basta pesquisar “Teclado Virtual” e você encontrará o app.

Além disso, você pode encontrar outros teclados virtuais no mercado. No entanto, sempre opte pelas opções com maior reputação.

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. Basta clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!