Skyrim, Oblivion, Morrowind – estes são os títulos que fizeram da franquia The Elder Scrolls (TES) o que é hoje. Além disso, dois anos após o lançamento de Elder Scrolls Online (ESO), o game substituiu EVE online como o segundo maior jogo de MMORPG da década, de acordo com site GamesRadar. 

Em 2012, Complex, uma revista bimestral sediada em Nova York para a cultura jovem, classificou a série The Elder Scrolls como a 20º melhor franquia de videogames de todos os tempos. No ano seguinte, TES foi eleita a maior série de jogos da década no site GameSpot. Esse são alguns dos fatos que provam a importância de The Elder Scrolls.

Na verdade, a franquia de jogos The Elder Scrolls é uma das séries de RPG mais influentes dos últimos 25 anos. Skyrim, o quinto game principal da série, recebeu vários prêmios de Jogo do Ano em 2011. Por outro lado, The Elder Scrolls Online teve um começo difícil. No entanto, ganhou milhões de novos jogadores durante os últimos anos.

Além disso, The Elder Scrolls: VI está sendo desenvolvido, mas tudo indica que o game ainda está longe do lançamento. De qualquer maneira, fizemos essa matéria para você conhecer melhor as raízes do game. Confira:

Bem-vindo a Tamriel

The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! - Foto: Reprodução/ The Wired
The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! – Foto: Reprodução/ The Wired

No universo TES, cada jogo, sejam spinoffs ou parcelas principais, acontece em Tamriel. Dessa forma, o cenário apresenta uma mistura de elementos do mundo real e pré-medievais. Além disso, você pode comparar o cenário de cada jogo com a idade das trevas da Europa. No entanto, houve rumores de que TES: VI pode acontecer na época medieval do Oriente Médio.

De qualquer maneira, a maioria das regiões possui dinastias românicas, e o uso de magia é bem difundido. Todos os jogos de TES possuem elementos de alta fantasia. Isso significa que Tamriel está repleto de dragões, bestas mágicas e criaturas mitológicas. Por exemplo, em Skyrim, um dragão chamado Alduin ressuscita seus irmãos. Em Elsweyr, um guerreiro mortal e um mago vestido de preto acordaram três dragões poderosos para implorar sua ajuda.

Além de dragões, você também pode encontrar vampiros, trolls, espíritos e criaturas semelhantes a demônios em Tamriel. Além disso, existem oito raças civilizadas conhecidas que residem em cada região. Por exemplo, Morrowind é o lar dos elfos negros ou Dunmer. No entanto, esta nação também possuem imperiais, nórdicos, Khajiit, Altmer, etc. 

Cada raça tem uma pátria, mas devido à migração e às guerras, alguns indivíduos tiveram que morar em outras províncias. Portanto, você pode encontrar todos os tipos de seres inteligentes em qualquer lugar do continente.

Vale lembrar que cada jogo de TES foca em uma região específica. Por exemplo: TES IV: Oblivion é ambientado em Cyrodiil. Dessa forma, se você está jogando Oblivion, não pode viajar para Morrowind ou outras províncias. Por outro lado, se você quiser conferir Morrowind, você deve jogar TES III ou TES V.

A linha do tempo de Tamriel (The Elder Scrolls)

The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! - Foto: Reprodução/ The Wired
The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! – Foto: Reprodução/ The Wired

Os jogos de Elder Scrolls têm suas próprias eras, calendários e nomes para os dias. Dessa forma, cada jogo tem uma rica história de fundo, e a maioria dos games principais são uma sequência direta de seu antecessor.  

Por exemplo, TES IV precede TES V. Dessa forma, Skyrim acontece 200 anos após os eventos em Oblivion. Saber a linha do tempo de Tamriel é muito importante, já que você pode entender facilmente o objetivo de certas facções se conhecer melhor sua história. 

The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! - Foto: Reprodução/ The Wired
The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! – Foto: Reprodução/ The Wired

The Elder Scrolls não é apenas derramamento de sangue, dinastias políticas e criaturas mágicas, mas também uma game com uma mitologia bem estabelecida e uma história muito consistente.

Tamriel está dividido em 9 províncias:

  • High Rock;
  • Morrowind;
  • Ilhas Summerset;
  • Valenwood;
  • Skyrim;
  • Black Marsh;
  • Cyrodiil;
  • Elseweyr;
  • Hammerfell.

Além das províncias, existem 4 eras diferentes em Tamriel. Ao longo dos jogos, você verá pergaminhos e livros com datas. Por exemplo, 2E 30 representa o ano 30 da 2ª Era. 

De qualquer maneira, listamos abaixo a ordem dos jogos de The Elder Scrolls. Confira:

The Elder Scrolls: Arena 

The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! - Foto: Reprodução/ The Wired
The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! – Foto: Reprodução/ The Wired

Arena é o primeiro jogo TES. Dessa forma, ele chegou para os PC MS-DOS.

No início, Arena não era para ser um jogo de RPG. Entretanto, seus testadores beta elogiaram seus elementos de RPG. No jogo, você deve completar missões paralelas para melhorar as habilidades e construção de seu personagem. 

Eventualmente, os desenvolvedores se concentraram mais em projetar masmorras e missões do que em criar torneios dentro do jogo. Por causa disso, TES: Arena se tornou um RPG totalmente desenvolvido. 

Mas, por qual motivo o game passou a se chamar The Elder Scrolls Arena?  Mesmo que a equipe tenha removido todos os torneios de arena do jogo, eles comercializaram o TES: Arena meses antes das mudanças serem feitas.

The Elder Scrolls II: Daggerfall

The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! – Foto: Reprodução/ The Wired

Após o lançamento do primeiro game, a Bethesda começou a trabalhar em Daggerfall. Os desenvolvedores tinha como principal objetivo melhorar a história do jogo e a série de aventuras. Dessa forma, eles introduziram conceitos complexos e novas mecânicas de jogo.  Além disso, eles também introduziram o chamado “mecanismo de geração de personagens”. Isso permite aos jogadores projetar suas próprias classes e escolher as habilidades de seus personagens.

O TES II apresentou um mundo quase do tamanho da Inglaterra. Portanto, o game gera 750.000 NPCs e 15.000 cidades. 

De qualquer maneira, o game chegou em agosto de 1996. No entanto, a primeira versão tinha muitos bugs, fazendo com que muitos jogadores reclamassem do game. Portanto, oara resolver o problema, a Bethesda começou a lançar atualizações para download. 

Battlespire e Redguard

The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! – Foto: Reprodução/ The Wired

Após o lançamento do TES II, a Bethesda desenvolveu 3 jogos simultaneamente. 

  1. The Elder Scrolls Adventures: Redguard;
  2. An Elder Scrolls Legend: Battlespire;
  3. Morrowind.

No Battlespire, o multijogador está habilitado. Além disso, o Battlespire é um jogo de RPG puro, mas que teve forte influência de Prince of Persia e Tomb Raider. 

Em contraste, Redguard não permitia que os jogadores criem um personagem. Dessa forma, você só poderia usar Cyrus, um jovem Redguard adulto. 

The Elder Scrolls III: Morrowind

The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! – Foto: Reprodução/ The Wired

Morrowind é o 3ª game principal da série. Este jogo abrange toda a província de Morrowind e permite que você se junte a 5 facções. 

Ao contrário de Daggerfall, o mundo do jogo TES: III foi projetado à mão. A Bethesda não usou a expansão mundial automática no TES III. 

A Bethesda trabalhou em Morrowind com cuidado. Dessa forma, eles importaram desenvolvedores de subsidiárias e dobraram a equipe para aumentar a qualidade do jogo. 

Em 23 de abril de 2002, Morrowind chegou para o PC e Xbox. Mais tarde, dois pacotes de expansão foram disponibilizados para aqueles que encomendaram o TES III. 

  1. The Elder Scrolls III: Tribunal;
  2. The Elder Scrolls III: Bloodmoon.

TES III: Morrowind recebeu muitas críticas positivas dos críticos. Além disso, o game vendeu mais de 4 milhões de cópias e arrecadou US$ 11 milhões até 2006. 

The Elder Scrolls IV: Oblivion

The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! – Foto: Reprodução/ ML

Após o lançamento bem-sucedido de Morrowind, a Bethesda Softworks  expandiu ainda mais a tradição da série. 

Quando Oblivion chegou em 21 de março de 2006, impressionou muitos jogadores. A “crise do esquecimento” foi introduzida neste jogo e novas divindades foram adicionadas. Além disso, os planos de Oblivion tornaram-se acessíveis. 

A crise do esquecimento foi um período de conflito armado e grande turbulência. Em TES IV, os habitantes de Tamriel estão em guerra com as Daedras. O jogo se passa em Cyrodiil e seis anos após o fim da história principal em Morrowind. Inclusive, a crise do esquecimento também marca o fim da Dinastia Septim e da 3ª era. 

Vários meses após o lançamento do TES III, a Bethesda forneceu dois pacotes de expansão:

  • The Shivering Isles;
  • Knights of the Nine;

Esses dois não adicionam mudanças significativas ao mapa. Quando instalado, o último adiciona uma questline e o primeiro abre o portal para um plano de mesmo nome. 

The Elder Scrolls VI: Skyrim

The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! – Foto: Reprodução/ The Tech Education

Demorou quase uma década para lançar TES VI: Skyrim. Mesmo assim, tornou-se o maior sucesso da franquia de jogos. 

Em 2011, a Bethesda lançou The Elder Scrolls V: Skyrim e recebeu ampla aclamação da crítica. Além disso, o game recebeu prêmios de Jogo do Ano de diversos veículos.

Esse game se passa 200 anos após a crise do esquecimento. No jogo, Alduin, o dragão World Eater, retorna a Skyrim para ressuscitar seus irmãos caídos. Ele se refere a eles como Dovahs e chama o protagonista Dovahkiin. 

O conceito de “Dragonborn” é introduzido neste jogo. Alduin ameaça acabar com o mundo, destruir Tamriel e matar todos os mortais em Nirn. Dessa forma, o herói tem que parar Alduin e seus “asseclas”. 

O mapa de Skyrim é maior do que o mapa de Morrowind e Oblivion. Além disso, oferece mais de 500 missões e mais de uma dúzia de facções. 

Por fim, vale mencionar que o game possui várias expansões. Dessa forma, cada uma delas adiciona várias novidades no game, como se transformar em um vampiro, construir casas e adotar filhos.

The Elder Scrolls: uma série com muita tradição

The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! - Foto: Reprodução/ The Tech Education
The Elder Scrolls: conheça mais sobre a história da franquia! – Foto: Reprodução/ The Tech Education

Em quase 3 décadas, a Bethesda Softworks lançou 5 games principais, 1 MMORPG e vários spinoffs. Além disso, eles tornaram sua franquia jogável em quase todos os tipos de plataformas de jogos. The Elder Scrolls Blades, um de seus últimos lançamentos, está disponível em telefones Android e iOS. 

A tradição do universo dos Elder Scrolls será fácil de entender se você começar com Morrowind, já que a história somente foi expandida nesse game. Por outro lado, Daggerfall e Arena apresentam o mundo do jogo. 

Oblivion e Skyrim fornecem recursos para a rica história de Tamriel. Se você passar pelos livros espalhados por todas as regiões, poderá ter um vislumbre de eventos passados, ocorridos nos jogos anteriores. 

Quando se trata de ESO, o game é definido 1000 anos antes dos eventos em Skyrim. Portanto, não é baseado nos últimos 3 games principais. No entanto, algumas missões e figuras estão associadas ao conteúdo dos outros jogos. 

TES VI, que pode ser lançado em 1 a 3 anos a partir de agora, pode ser a sequência direta Skyrim. Não foi revelado muito sobre TES VI, mas certamente será outro jogo fenomenal de Elder Scrolls.

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. Basta clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da página!